Posts

Os 2 tipos de “Comunicação” que mais arruínam relacionamentos

Querer comunicar é natural de todos os seres humanos. É essencial para que os mecanismos da sociedade funcionem em conjunto e uma das bases de qualquer relacionamento saudável. 

Não é nem uma questão de certo e errado, mas que existem maneiras mais eficazes de comunicar o que se quer, isso existem. Algumas formas de falar, além de invasivas podem ser extremamente agressivas.

O resultado? É o afastamento, a quebra da conexão entre as pessoas, conflitos e fim de relacionamentos. 

Quer saber quais são os tipos de Comunicação que mais arruínam relacionamentos? É só ler o artigo até o final!

1 – O Passivo Agressivo

Sabe aquela pessoa que detesta uma DR, faz birra toda vez que é a hora do amiguinho falar e vira e volta faz questão de jogar aquela indireta (sobre algo que você já achou estar resolvido) só pra fazer você sentir mal?

Infelizmente, esse tipo é muito comum na sociedade…

Como reconhecer: Pelo revirar dos olhos durante uma conversa e se fazer de desentendid@ quando não tem resposta. Vitimismo, sarcasmo e deboche são sinais fortíssimos desse tipo de comunicação.

2 – O Comunicador Agressivo

É o famoso estouradinho que adora um barraco. Quem nunca teve que lidar com aquela pessoa que explode do nada pra não ter que sentar e conversar como gente grande? Que traz coisas de 15 anos atrás só pra não ter uma conversa civilizada?

Aposto que já veio alguém na sua cabeça…

Como reconhecer: Fácil…são percebidos pelo tom de voz altíssimo. É aquela pessoa que age na base do medo, grita tanto que nem ela consegue escutar as próprias incoerências do seu discurso.

⚠Observação importante: Brincadeiras à parte, em um nível extremo, lidar com uma pessoa que deixa as emoções tomarem conta quando as coisas apertam, pode ser, além de frustrante, perigoso! 

Você conhece alguém assim? 

Se você é quem já fez algo assim, tudo bem. A maioria das pessoas já agiu (ou age) dessas maneiras em determinadas situações. A questão é aprender como podemos sempre melhorar a forma como lidamos com as situações priorizando SEMPRE nosso bem-estar e qualidade de vida.  Para isso existem ferramentas como a PNL para te ajudar.

Você quer dicas de como lidar com esse tipo de “comunicação”? Comenta aqui! 

Relacionamentos não acontecem por acaso. É uma construção do dia a dia.

E nada mais certo do que essa afirmação. Não é de hoje que venho observando como os relacionamentos na nossa vida são difíceis. Não importa em que nível ou aspecto, não é simples se relacionar com outras pessoas ou grupos, sejam eles familiares, relacionamentos amorosos, pais e filhos, amigos, vizinhos e principalmente no ambiente de trabalho. Tem sempre alguém que nos incomoda, tira do sério, controla nosso estado emocional e acaba com nosso dia, às vezes. 

Será que é isso tudo mesmo ou eu estou exagerando?

Leia mais