A vida de relação nem sempre é um paraíso nem um mar de rosas. Acredito mesmo que na maioria das vezes tá mais pra um caminho deserto e quente onde buscamos um gole d’água para chegarmos ao final da jornada inteiros e com vida.
 
Relacionamentos são difíceis e desafiadores. Alguns batem, outros picam. outros ainda mordem. Mas na verdade todos tem uma intenção positiva com algum comportamento e quando não gostamos desse comportamento ou quando o que o outro faz nos incomoda e fere, é mais fácil pesquisarmos o que há dentro de nós que fala alto quando alguém faz alguma coisa de que não gostamos do que tentarmos mudar o outro. Apesar de ser simples assim, é um desafio a superar em nós.

Trago uma historinha que já deve ser conhecida de todos mas que nos ajuda a fazer uma reflexão sobre como devemos nos comportar diante das atitudes dos outros. É uma história singela mas tem muita coisa que podemos tirar dela.

“Um mestre do Oriente viu quando um escorpião estava se afogando e decidiu tirá-lo da água, mas quando o fez, o escorpião o picou. Pela reação de dor, o mestre o soltou e o animal caiu de novo na água e estava se afogando de novo. O mestre tentou tirá-lo novamente e novamente o animal o picou. Alguém que estava observando se aproximou do mestre e lhe disse:
 
— Desculpe-me, mas você é teimoso! Não entende que todas às vezes que tentar tirá-lo da água ele irá picá-lo?
 
O mestre respondeu:
 
— A natureza do escorpião é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar.
 
Então, com a ajuda de uma folha o mestre tirou o escorpião da água e salvou sua vida.”
 
Esta parábola nos faz refletir a forma de melhor compreender e aceitar as pessoas com que nos relacionamos.
Não podemos e nem temos o direito de mudar o outro, mas podemos melhorar nossas próprias reações e atitudes, sabendo que cada um dá o que tem e o que pode.
Devemos fazer a nossa parte com muito amor e respeito ao próximo. Cada qual conforme sua natureza, e não conforme a do outro.
 
Não mude sua natureza se alguém te faz algum mal; apenas tome precauções.
Alguns perseguem a felicidade, outros a criam.
Preocupe-se mais com sua consciência do que com a sua reputação.
Porque sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam de você.
E o que os outros pensam, não é problema nosso… é problema deles.
 
 
0 respostas

Deixe um comentário!

Quer contribuir com a conversa?
Participe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.